Conheça a série 10 de placas de vídeo NVIDIA

[LoginRadius_Share]

Será que é possível usar uma placa de vídeo de desktop em um notebook gamer? Esse é um dilema dos gamers há bastante tempo, tendo que optar entre o desempenho superior das GPUs para desktop e a praticidade e portabilidade dos notebooks voltados para jogos. Era necessário escolher entre um e outro, já que o consumo energético e o calor gerado pelas placas de vídeo de PCs impossibilitava a escolha de apenas um produto que unisse as vantagens de ambos. Bom, pelo menos até a NVIDIA anunciar a sua Série 10 de placas de vídeo.

Gráficos de PC em um notebook gamer?

Exatamente. Na Série 10 de placas de vídeo NVIDIA, presente em todos os modelos da Avell pertencentes à família IRON, o chip utilizado é exatamente o mesmo presente nos desktops. Na geração anterior (série 9), havia uma distinção clara entre o modelo desktop e a sua versão notebook, usando a mesma numeração, mas acrescentando a letra “M” ao final da numeração (por exemplo, GTX 980 e 980M). Apesar de a numeração ser a mesma, ambos eram chips completamente diferentes. Em alguns casos, a versão desktop chegava a ser até 50% melhor do que a sua respectiva versão para notebook.

Um avanço considerável em eficiência energética

Um avanço considerável em eficiência energética

Essa distinção desaparece com a linha 10. Os notebooks para jogos que trazem os chips GTX 1060, GTX 1070 e GTX 1080 usam exatamente o mesmo chip das placas de vídeo para desktop, de forma que essa diferença entre os dois desaparece. Há apenas uma pequena diferença no clock da GTX 1060, que é um pouco menor do que a da versão desktop, mas os modelos GTX 1070 e GTX 1080 são exatamente os mesmos. Agora, uma pergunta importante: como isso é possível?

Com vocês: a arquitetura Pascal

A Perfeição no Game. GeForce GTX série 10

Esse é o nome da nova arquitetura da NVIDIA presente na série 10 de placas de vídeo. Ela chega para substituir a linha 900 (e 900M), que era baseada na arquitetura Maxwell, seguindo a nomenclatura comum da NVIDIA de usar nomes de cientistas renomados. O que a Pascal tem de especial? Resumidamente, oferece até duas vezes mais desempenho e um consumo de energia até três vezes menor. Em outras palavras, faz mais com menos.

O desempenho extra é alcançado através das melhorias internas da arquitetura Pascal, suporte às APIs mais recentes e novas tecnologias exclusivas da NVIDIA, algo que vamos abordar com mais detalhes em um post futuro. Melhorando a eficiência dos cores CUDA, a série 10 consegue mais desempenho com o mesmo ciclo de clock, além de contar com otimizações para alcançar clocks mais altos.

A eficiência energética superior se deve principalmente ao processo de fabricação de 16 nanômetros

A eficiência energética superior se deve principalmente ao processo de fabricação de 16 nanômetros

Já a melhoria no consumo de energia se deve, principalmente, a dois fatores. Em primeiro lugar, os novos chips Pascal usam um processo de fabricação de 16 nanômetros, contra 28 nanômetros da linha Maxwell. Como transistores menores precisam de menos energia para funcionar, acabam gerando menos calor, algo que beneficia diretamente os notebooks. Em segundo lugar, temos o GPU Boost 3.0, que faz overclocks controlados na GPU, oferecendo desempenho extra ao mesmo tempo em que mantém o notebooks gamer bem refrigerado.

Juntando esses dois avanços, temos uma das GPUs mais avançadas e modernas da atualidade, oferecendo desempenho suficiente para não decepcionar mesmo os gamers mais hardcore.

Como a geração Pascal se compara à Maxwell

Agora você deve estar se perguntando: na prática, como a série 10 se sai contra a série 900M? Segundo a própria NVIDIA, chega a ser até 150% mais potente do que a geração anterior, onde a empresa fez a demonstração de um notebook gamer equipado com a GTX 1080 sendo capaz de alcançar uma média de 60 frames por segundo no jogo Gear of Wars 4 sem queda de desempenho. Isso em resolução 4K.

A geração Pascal conta com tecnologias exclusivas, algo que vamos explorar em um post futuro

A geração Pascal conta com tecnologias exclusivas, algo que vamos explorar em um post futuro

De tão potente, a GTX 1080 não tem um concorrente direto dentro da família 900M, sendo um dos modelos mais poderosos da atualidade em notebooks, sendo a melhor opção para o gamer que espera o máximo do seu notebooks. Já a GTX 1070 chegou para substituir a GTX 980M, enquanto a GTX 1060 faz o mesmo com a GTX 970M, ambas oferecendo mais desempenho.

Confira abaixo as principais especificações de cada uma delas:

  • GTX 1080: 2560 cores de processamento CUDA rodando a 1733 MHz e 8 GB de memória RAM GDDR5X dedicada;
  • GTX 1070: 2048 cores de processamento CUDA rodando a 1645 MHz e 8 GB de memória RAM GDDR5 dedicada;
  • GTX 1060: 1280 cores de processamento CUDA rodando a 1670 MHz e 6 GB de memória RAM GDDR5 dedicada;

Notaram o “X” na memória GDDR5X da GTX 1080? Trata-se de uma atualização da memória GDDR5, padrão de memória RAM de alto desempenho até a série 10. Ela é capaz de alcançar até 10 GHz de frequência de operação, contra um máximo de 7 GHz nas GPUs da geração anterior. Isso em desktop, já que em notebooks era menor ainda. Bons tempos para comprar um notebook gamer, não?

Conclusão sobre a Série 10 de placas de vídeo NVIDIA

Desempenho para jogos nunca é demais. Nada como desfrutar de cada detalhe visual nos jogos mais atuais, realmente “sentir” como o game foi originalmente pensado pela fabricante rodando a uma taxa de quadros por segundo próximo de pelo menos 60 FPS. Isso sem falar nos pequenos detalhes que fazem toda a diferença, como texturas, filtros e resoluções mais altas, tudo isso com absolutamente nenhum travamento.

Com a série 10 de placas de vídeo, a NVIDIA inaugura uma nova era de jogos para notebooks, finalmente preenchendo o espaço entre o desempenho de desktops e notebooks gamer. Isso é algo esperado há muito tempo pela própria NVIDIA. Segundo Mark Aevermann, gerente da empresa: “Isso é algo que nós queríamos fazer há anos”. Nós, apaixonados por jogos, agradecemos.

Com informações: Anandtech, The Verge e GPU Boss

(Este conteúdo foi visitado 3.206 vez(es) | 1 visita(s) hoje)

[LoginRadius_Share]