Processador Intel Core i7 8750H: principais diferenciais

Estamos com o G1513 Fox há algum tempo, modelo que vem com algumas boas novidades em uma linha que já era interessante. Uma delas nós já exploramos aqui, o teclado mecânico de segunda geração, uma adição que certamente destaca o modelo de concorrentes semelhantes.

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o poderoso processador Intel Core i7 8750H, um dos modelos disponíveis para notebooks mais potentes atualmente. O que ele é capaz de oferecer? Será que ele é uma atualização evoluída em relação à geração anterior? Confira as respostas nesse post!

Principais diferenciais do Core i7 8750H

Já exploramos a oitava geração de processadores Intel (codinome Coffee Lake), destacando suas características gerais. Chegamos a mencionar o Core i7 8750H de forma rápida, mostrando que ele tem um clock base relativamente menor do que a geração anterior.

No caso, são 2,2 GHz, mas devemos lembrar que agora são 6 núcleos em vez de 4, chegando a 12 threads simultâneas com o Hyperthreading. Considerando que os jogos estão ficando cada vez mais otimizados para usar mais núcleos, já temos uma vantagem importante aí.

Outro ponto é que o Turbo Boost escala de uma forma impressionante neste modelo. O recurso, que funciona como uma espécie de “overclock controlado”, é capaz de levar a frequência para 4,1 GHz. Em outras palavras, o usuário ganha também em aplicações e jogos que usam menos núcleos.

Intel Core i7 8750H

Não podemos esquecer de outros detalhes, como a poderosa GPU integrada Intel HD 630 e suporte ao Optane.

Vale destacar também que a Intel manteve a quantidade de chace L3 padrão do Core i7 mesmo com o aumento de núcleos. São 9 MB compartilhados no total, 1,5 MB por núcleo, sendo realmente o caso de dois núcleos completos adicionados, sem prejuízo de recursos internos.

Isso mantendo a TDP de 45 watts, que a Intel conseguiu exatamente com a diminuição do clock base, focando no modo Turbo Boost, com a adição do SpeedStep. Ambos, junto com o sistema superior de refrigeração superior do G1513 Fox com dois coolers, manteve o Core i7 8750H em uma temperatura confortável mesmo durante nossos benchmarks.

Até agora vimos alguns dos principais diferenciais do Core i7 8750H em dados numéricos. Mas como ele se sai na prática?

Testamos o Core i7 8750H no programa CINEBENCH R15

O CINEBENCH é um dos programas de referência do mercado para avaliar tanto CPU quanto GPU. Como podemos ver, o Core i7 8750H alcançou nada menos do que 1045 pontos, mas o que isso significa? Ele fica abaixo do Core i7 3930K e acima do Core i7 4770K, então veremos cada um dos casos.

Testamos o Core i7 8750H no programa CINEBENCH R15

Com uma TDP quase 3 vezes menor, o Core i7 8750H está bastante próximo ao Core i7 3930K, um modelo Extreme Edition para desktop.

No caso do Core i7 3930K, estamos falando nada menos do que um processador da série Extreme da Intel, equipado com o que a empresa tinha de melhor na época. Isso para desktops de entusiastas, sendo um processador poderoso mesmo para os padrões atuais.

Ou seja, o processador que equipa o G1513 FOX pode ser comparado com um modelo entusiasta para desktop. Um processador que, diga-se de passagem, tem uma TDP de 130 watts, mostrando também a eficiência interna do Core i7 8750H.

Do outro lado, ele se mostrou ser 27% mais poderoso do que o Core i7 4770K, um dos processadores mais potentes da família Haswell que o usuário tinha à disposição. Modelo que era bastante comum em desktops de alto desempenho.

Vale lembrar que o teste do CINEBENCH R15 é bastante simples: renderizar uma imagem de altíssima resolução, mostrando o benefício do Core i7 8750H para designers e produtores multimídia de forma geral.

Não perca o próximo post, onde exploraremos o poder de fogo deste poderoso processador em testes voltados para games. Já iniciamos alguns deles e podemos adiantar o seguinte: o Core i7 8750H não apenas promete como mostra a que veio.

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos e troquem ideias sobre o conteúdo!