Avell com Intel Core i9-8950HK: entenda os diferenciais

Lançamos os novos modelos com Core i9-8950HK e muitos clientes mandaram  dúvidas sobre a dificuldade para decidir entre o Core i7-8750H e o Core i9-8950HK, então trouxemos nesse post um comparativo entre as duas versões.

As pessoas se acostumaram com a segmentação da Intel até a sétima geração (Kaby Lake). Do Celeron até o Core i7, bastava escolher o modelo que mais se adequasse às necessidades do usuário. Porém, algumas coisas mudaram nos últimos anos. Não temos mais a linha Atom, além do abandono do famoso “Tick Tock” na evolução dos processadores da empresa. E, surgiu também um novo segmento: o Core i9.

Pela numeração, podemos compreender que ele é superior ao Core i7. Mas em que sentido? Confira nesse post um pouco mais sobre o Core i9-8950HK, presente no LANÇAMENTO AVELL G1550 FOX 9 e no AVELL A65-9.

Diferenciais entre o Core i7-8750H e o Core i9-8950HK

A oitava geração da Intel, como já vimos aqui, teve uma mudança considerável. O Core i7, caso do Core i7-8750H, passou a ter até 6 núcleos e 12 threads, mantendo a fama de sinônimo de alto desempenho. Se estivéssemos falando de um carro, é como se o motor passasse a ter 6 cilindros em vez de quatro, como os motores V6. O Core i9-8950HK mantém os 6 núcleos do Core i7, mas tem alguns diferenciais interessantes.

Focamos no Core i9 de notebook, mas ele está presente nos desktops também.

Focamos no Core i9 de notebook, mas ele está presente nos desktops também.

No caso do Core i7-8750H temos um clock base de 2,2 GHz e Turbo Boost até 4,1 GHz, contra 2,9 GHz de base e 4,8 GHz de Turbo Boost do Core i9-8950HK. Como podemos ver, não se trata de uma diferença pequena. É como se o Core i9-8950HK fosse um motor V6 “mais potente”, já que são 700 MHz extras tanto no clock base quanto no modo turbo.

Benchmarks

Esse é um dos principais destaques, aliás: chegar em quase 5,0 GHz em um notebook era algo impensável há poucos anos. Mais do que isso, trata-se de um processador móvel com 2 MB de cache L3 por núcleo, totalizando 12 MB.

Pode parecer pouco, mas a memória cache L3 é extremamente cara de se fabricar, além de significar em um importante incremento de desempenho.

Segundo o Passmark, isso significa um desempenho 16% maior no geral, além de 11% mais performance por núcleo.

TSX-NI

TSX-NI é uma sigla de um recurso com um nome nada bonito: Transactional Synchronization Extensions. Mas o que é isso? Basicamente, é um conjunto de instruções que otimizam as comunicações entre os núcleos. O que isso faz? Permite que os 6 núcleos do Core i9-8950HK distribuam tarefas de forma mais inteligente, o que pode resultar em um desempenho até 40% maior em alguns casos.

E não estamos falando apenas de jogos, mas também de aplicações profissionais e até mesmo em programas mais simples como o Google Chrome, que aproveita bem os núcleos extras. Ou seja, faz com que o Core i9-8950HK seja mais potente e também mais inteligente do que o Core i7-8750H.

Conclusão

O Core i9 é um modelo superior ao Core i7 em praticamente qualquer aspecto. Porém, estamos falando de uma disputa entre dois gigantes. Basta imaginar que estamos comparando um modelo avançado da BMW com outro da Mercedes: um pode até ser superior ao outro, mas ambos são capazes de atender os consumidores mais exigentes.

O AVELL A65-9 não vem apenas com o Core i9-8950HK, mas também com outras novidades.

O AVELL A65-9 não vem apenas com o Core i9-8950HK, mas também com outras novidades.

O Core i9-8950HK é um lançamento importante da Intel, mostrando que ela está disposta a atender especialmente os usuários mais exigentes.

Vale o investimento extra, comparado ao Core i7-8750H? Com certeza, o que vai definir são as necessidades e exigências do usuário, já que essa é uma comparação entre um modelo ótimo e outro ainda melhor. Quer ver isso na prática? Entre agora no site da Avell e compare um AVELL A65 e um AVELL A65-9.

Fontes: CPUBenchMark, For Gamers, User Benchmark, Intel ARK